20.05.2020 - Post : Qual a importância das fibras nos alimentos para pets?

A fibra é a porção do carboidrato que não é quebrada pelas enzimas secretadas pelo sistema digestivo dos animais. Nos alimentos para animais de estimação as principais fontes de fibras utilizadas são: feno de alfafa, farelo de trigo, aveia, polpa de beterraba, arroz integral, casca de soja entre outras. Cada um desses alimentos apresenta fibras com diferentes características de solubilidade e fermentabilidade, que proporcionam benefícios a saúde dos coelhos, pequenos e médios roedores e jabutis.

As fibras promovem benefícios no trânsito gastrointestinal e também são importantes na manutenção da saúde do intestino, pois as que apresentam maior solubilidade auxiliam na formação do bolo fecal e na manutenção do trânsito das fezes no trato gastrointestinal, reduzindo a possibilidade de constipação. Os prebióticos presentes nos alimentos para animais de estimação são fibras específicas que apresentam a função de modular a composição das bactérias no intestino, estimulando o crescimento das bactérias benéficas e inibindo a multiplicação das patogênicas (maléficas).

A quantidade de fibras nos alimentos deve ser adequada para cada espécie, o excesso, dependendo do tipo de fibra, pode levar a formação de fezes moles e aumentar a produção de gases e a falta delas pode acarretar em problemas no trânsito gastrointestinal e no sistema digestivo.

Em animais de estimação que apresentam problema de obesidade é indicado aumentar a quantidade de fibras insolúveis em suas dietas, que além de possuírem baixa caloria, tem a capacidade de promover maior saciedade e consequentemente a redução da fome.

Os coelhos assim como os gatos, são animais que se lambem para se limpar e acabam ingerindo pelos, porém, ao contrário dos felinos eles não conseguem vomitar e as bolas de pelos se formam em seus intestinos, o que pode levar a uma obstrução intestinal. A maneira mais eficaz de prevenir essa situação é oferecer uma dieta rica em fibras, deixar um pote com água sempre disponível e incentivar o animal a se exercitar.

Outra ação dos alimentos fibrosos é desgastar os dentes de coelhos e roedores que apresentam crescimento contínuo.

Além de fornecer o alimento completo para cada espécie, que contém a quantidade de fibra necessária e demais nutrientes como proteínas, vitaminas e minerais, é indicado a suplementação de legumes, vegetais e principalmente o feno para os roedores e coelhos para aumentar a variedade de fibras na dieta, e em seu ambiente natural estes animais apresentam o hábito de alimentar-se de gramíneas secas. Já os jabutis em seu ambiente natural apresentam o hábito de alimentar-se de frutas, frutos e vegetação com altos teores de fibras, para estes é indicado a suplementação de legumes, verduras e frutas.

A Nutricon pensando nos cuidados específicos da nutrição de Coelhos, roedores de pequeno e médio porte e Jabutis desenvolveu alimentos completo e distrativo que contém o tipo e quantidade de fibras adequadas para cada espécie.

 

Texto: Samara Mostafa

Zootecnista da Nutricon

Bibliografia:

Almeida, C.G. Fontes e disponibilidade de cálcio e fósforo para a tartaruga-da-amazônia – Podocnemis expansa criada em cativeiro. Dissertação (mestrado). Jaboticabal – São Paulo. 2007.

Andrigueto, J. M.; Perly, L.; Minardi, I. et al. Nutrição Animal.: as bases e os fundamentos da nutrição animal: os alimentos. 4 ed.  São Paulo: Nobel, 2002. 305p.

Site: https://rabbit.org/journal/3-3/fiber.html

Matéria “Emergências gastrointestinais em coelhos”, por Raquel de Melo Simionato Revista Cães e Gatos. Edição nº 237 página 78, Maio de 2019.

Voltar