06.05.2020 - Post : O que devo levar em conta na hora de escolher um alimento para o meu pet?

O bem-estar dos animais de estimação começa com uma boa nutrição. Existem vários fatores a considerar no momento de escolher o melhor alimento para o seu animal de estimação. A primeira coisa que se deve levar em conta é a idade, pois animais em fase de crescimento ou adultos apresentam necessidades nutricionais diferentes e o segundo ponto é com relação a espécie.

A nutrição ideal para animais de estimação requer o equilíbrio correto de proteínas, gorduras, carboidratos, fibras e micronutrientes (vitaminas e minerais), por exemplo, os jabutis possuem necessidades nutricionais diferentes da dos cães, eles precisam de uma quantidade maior de cálcio e fósforo em sua dieta para o endurecimento e formação da carapaça, como já mencionamos anteriormente na matéria “QUAL A IMPORTÂNCIA DO CÁLCIO NOS ALIMENTOS PARA TARTARUGAS?”. Hoje existem no mercado alimentos específicos para cada um, então o ideal é fornecer o alimento correto para cada espécie, ao invés de dar um alimento de cão para um jabuti, pois isso irá causar deficiência nutricional para o animal e o mesmo poderá ficar doente.

Outra consideração é com relação a formulação, ela precisa ter ingredientes de alto valor biológico, ter alta digestibilidade, conter aditivos que vão melhorar a saúde e o desenvolvimento dos animais de estimação, como por exemplo: prebióticos, probióticos, extrato de yucca, aminoácidos, vitaminas e microminerais, carotenoides (para os peixes) dentre outros. Aqui no nosso blog temos matérias completas sobre esses aditivos.

Um outro ponto muito importante de ser avaliado na hora da escolha do alimento é o de conhecer as necessidades específicas do seu bicho, por exemplo: peixes e porquinhos-da-índia tem dificuldade em sintetizar a vitamina C, sendo necessária a suplementação deste nutriente em suas dietas; por isso no momento de escolher o alimento para esses animais, observe se em sua composição possui a presença deste nutriente.

No caso dos peixes, é importante também conhecer o hábito alimentar (carnívoros, onívoros ou herbívoros), verificar se o tamanho do alimento é compatível com o tamanho da abertura da boca dele, para que ele consiga comer e observar a flutuabilidade que o alimento apresenta, pois, algumas espécies se alimentam na superfície da água, outras no meio da coluna d’água e algumas somente no fundo do aquário.

E por fim outro aspecto a ser observado é a embalagem, que deve apresentar barreiras que assegurem a qualidade do alimento, evitem a entrada de umidade, insetos (carunchos, etc.), luz e oxigênio, para que mantenha todas as propriedades como: crocância, maciez, palatabilidade e qualidade dos nutrientes.

 

 

Texto: Samara Mostafa

Zootecnista da Nutricon

Bibliografia:

Publicação Revista PET FOOD – Edição 57 – Julho/Agosto 2019

Almeida, C.G. Fontes e disponibilidade de cálcio e fósforo para a tartaruga-da-amazônia – Podocnemis expansa criada em cativeiro. Dissertação (mestrado). Jaboticabal – São Paulo. 2007.

 

Voltar