30.01.2019 - Post : 5 Doenças mais comuns em tartarugas e jabutis

O ser humano sempre esteve vinculado ao reino animal, por isso não devemos estranhar que se esteja diversificando o mundo dos animais de estimação. Apesar da maioria deles ainda serem cães e gatos, estes nem sempre se adaptam às características individuais de todas as pessoas e é aí que entram os pets inconvencionais, como peixes, porquinhos da índia, serpentes ou tartarugas.

Se está pensando em ter uma tartaruga ou já está com uma em seu lar, continue lendo este post, pois iremos te mostrar como identificar possíveis sinais de doenças nesses bichos. 

Reconhecendo os sinais de doenças em uma tartaruga

Tal como acontece conosco e com muitos animais, quando o organismo de uma tartaruga não se encontra saudável, isso manifesta-se através de vários sinais, aos quais devemos estar atentos. Os principais sinais são:

  • Inchaço dos olhos
  • Tosse ou espirros
  • Alterações de apetite
  • Mudanças de comportamento
  • Diarreia

 Veja abaixo as 5 doenças mais comuns de serem identificadas.

1- Infecções respiratórias

Mudanças de temperatura bruscas, que podem ser provocadas por um mau ajuste da temperatura da água ou por correntes de ar, são as principais causas que fazem com que a tartaruga acabe contraindo uma infecção respiratória, porque assim como acontece com a gente, elas são suscetíveis a resfriados.

Os sintomas que observamos neste caso são os seguintes:

  • Respiração com a boca aberta
  • Mucosidade e secreções nasais
  • Perda de apetite
  • Debilidade e letargia

É necessário aumentar a temperatura da água para reforçar o sistema imunológico, se dentro de uns dias não tiver melhoras, deve-se levar imediatamente ao veterinário para evitar que o resfriado acabe desencadeando em uma pneumonia.

 

2- Diarreia e constipação

Ambos os transtornos do trânsito intestinal são causados por uma má alimentação. No caso das diarreias, está costuma acontecer devido a alimentação excessiva. Se a condição se tratar de uma constipação, a dieta pode ser deficitária em fibra, embora este transtorno também possa aparecer se o aquário for muito pequeno.

Para tratar a constipação ou prisão de ventre, além de fazer as correções dietéticas correspondentes, podemos oferecer um banho de água morna que cubra a parte de baixo da sua carapaça.

Já para tratar e prevenir a diarreia é importante manter a água do aquário limpa e ser cuidadoso com a higiene da tartaruga.

 

3- Problemas oculares

As tartarugas são muito suscetíveis a doenças oculares e podemos observá-las de forma muito fácil, os sinais são olhos fechados e inchados, além da falta de apetite.

A causa costuma ser um déficit de vitamina A ou a água suja. Como primeiro tratamento devemos proceder com a limpeza ocular com soro fisiológico, 2 vezes ao dia.

Se não tiver uma melhoria, leve ao veterinário para que este decida se é necessário um tratamento antibiótico e/ou um complemento nutricional à base de vitamina A.

 

4- Piramidismo

O piramidismo afeta as tartarugas e jabutis e trata-se de um transtorno na carapaça, uma vez que ela engrossa e eleva-se.

Esta doença está relaciona diretamente com uma má alimentação, embora a falta de umidade, exposição solar e doenças endócrinas também possam causar piramidismo.

Apesar de o piramidismo não ter tratamento, a avaliação precoce será muito importante para reduzir esta doença e melhorar a qualidade de vida delas.

 

5- Lesões

Por último mencionaremos as lesões, que sem serem uma patologia, são comuns nas tartarugas e devem ser diagnosticas precocemente, caso contrário, podem aparecer complicações graves. As tartarugas podem se machucar em quedas, arranhar ou morderem umas às outras.

Se ela apresentar um pequeno arranhão, basta limpar a região afetada com água e sabão neutro, para que posteriormente possa desinfectar com uma solução de iodo dissolvida em água. Por outro lado, se a ferida é profunda, é imprescindível recorrer ao veterinário com a maior urgência possível.

 

Texto: Perito Animal

Voltar