19.06.2020 - Post : Quero montar meu primeiro aquário, e agora por onde começar?

Para ter sucesso no aquário é importante decidir onde o aquário será montado para evitar problemas futuros, como precisar desmontar o aquário e reiniciar o sistema colocando a vida e saúde dos animais em risco. Lembrando sempre que o aquário deve estar montado sobre uma superfície plana e rígida, para evitar trincos e rachaduras.

Devemos escolher um local onde o aquário não receba luz solar direta, o que vai evitar que tenhamos problemas com algas. Evite colocar o aquário próximo a eletrônicos, como televisores e aparelhos de som.

Após ter o local decidido, devemos escolher o tipo de peixe que podemos ter, para depois decidir o tamanho do aquário, para evitar sofrimento dos peixes. Lembrando que o peixe não cresce em aquários pequenos, porém o animal vem óbito, de forma muito sofrida.   Também devemos saber a quantidade de peixes, que possam conviver de forma saudável, sem poluir o aquário e saturar o sistema de filtragem.

Para o primeiro aquário se recomenda colocar peixes, que não sofram com possíveis instabilidades de água por um erro, do aquarista iniciante. As espécies que suportam de forma mais saudável essas possíveis variações de água são: Kinguios, Oscar, Betta, Barbus, paulistinha e alguns outros. Sempre respeitando a necessidade básica de cada espécie. E a quantidade de peixes que podemos colocar no aquário. Existe uma regra base para definir isso, que é uma conta de 1 centímetro de peixe para cada litro de água do aquário. Mas essa regra não se aplica a todas as espécies, por isso devemos colocar os animais aos poucos, respeitando o tempo médio de uma semana para inserir um peixe novamente.

Devemos também sempre estar atentos, e saber sobre o tamanho máximo que a espécie escolhida atingirá. E caso você pretenda colocar outras espécies juntas, pesquise bem sobre o comportamento de cada uma delas, para evitar conflitos no aquário e garantir que as exigências de todas as espécies sejam atendidas, como pH e temperatura e alimentação.

Lembrando que o peixe só deve ser comprado depois de tudo montado e aquário ciclado.

 Na próxima etapa, devemos nos preocupar com ambiente que vamos colocar os peixes, algo que lembre os hábitos naturais dos peixes, a decoração deve seguir esses hábitos, lembrando sempre que um enfeite artificial, pode ajudar o peixe a se sentir no seu ambiente natural, como isso pode acontecer? As vezes o hábito do peixe, seja apenas se esconder e um enfeite em formato de casa, pode trazer ao animal a sensação de segurança que ele tem na natureza.

Quando nos preocupamos com os hábitos naturais dos peixes, e tão importante quanto, é saber o que precisa peixe necessita em parâmetros de água e alimentação. Essas preocupações tornam o aquário algo bem prazeroso e seguro aos animais.

O Substrato faz parte dos itens importantes, todos os peixes possuem um pH ideal e existem substratos que alteram o valor de pH, elevando o valor dele e tornando um ambiente desagradável, insalubre para os peixes. Como saber se o substrato é compatível com a água do seu peixe? Ideal é sempre se informar na sua loja de confiança, as lojas de aquarismo sempre possuem profissionais especializados e aptos a responder essas perguntas.

Após a escolha do substrato, é preciso lavá-lo apenas com água corrente de torneira, sem utilizar qualquer produto químico, para evitar que possíveis resíduos contaminem a água do nosso peixinho. Após a lavagem, o mesmo deve ser colocado cuidadosamente no fundo do aquário, e em uma quantidade suficiente para cobrir todo o fundo e ficar uma camada de três (3) à cinco (5) centímetros de substrato.

O próximo passo, será a decoração do aquário, que deve ser feita por qualquer objeto, que não cause nenhum tipo de dano a saúde dos peixes, o ideal é sempre usar produtos feitos para aquários, como enfeites de cerâmica, resina e plástico, e também plantas artificias. Plantas naturais, não devem ser consideradas enfeites, porque são organismos vivos e requerem cuidados especiais. 

O sistema de filtragem, deve ser escolhido com bastante atenção, para não comprar algo ineficiente peça ajuda e indicação ao lojista da sua confiança.

O filtro mais indicado para o seu aquário, é um filtro que circule de 3 a 5 vezes o volume total de água do aquário, seja ela interno ou externo. Quanto maior o espaço interno do filtro escolhido, mais eficiente será sua filtragem, então filtros externos tendem a ser muito mais eficientes e de fácil manutenção.

Existem vários tipos de filtros e modelos, internos ou externos, independente de qual seja o escolhido, o mais importante é que esse filtro possua a filtragem, mecânica, química e biológica. A mecânica é a filtragem que retira os elementos sólidos grandes, aqueles que não conseguem ser absorvidos pelo o sistema. A química, retira por absorção ou adsorção elementos orgânicos ou químicos que estão sobrando na água do seu aquário, são retirados por resinas industrializadas, com direção de uso determinado, como por exemplo um removedor de fosfato e também pelo uso da filtragem química mais comum e muito recomendada para aquários de iniciantes, que é o carvão ativado. E Filtragem Biológica, essa que ocorre em um determinado local do filtro, que forma uma colônia de bactérias benéficas que consomem todo o excesso de matéria orgânica do seu sistema.

Toda essa teoria citada acima, é algo muito simples, que se encontra em um pequeno filtro externo do tipo hang-on (Modelo que se fixa no vidro traseiro do seu aquário).

Lembre-se que se não souber qual modelo ou tipo comprar, as melhores marcas do mercado, possuem indicação de uso, como tamanho de aquário e tipo de peixe que suporta esse tipo filtro, facilitando assim a compra e garantindo a qualidade do filtro.

A temperatura da água, é outro fator que interfere na saúde dos animais, por quê? O peixe, é um animal de sangue frio, que necessita da temperatura do ambiente para se aquecer e metabolizar os alimentos, ou seja, se água estiver muito fria, ele não consegue se alimentar e se movimentar por estar sem energia no corpo, e vindo a óbito, muito comum em peixes bettas, que ficam em aquários pequenos sem aquecimento adequado.

O aquecedor ideal, seria uma aquecedor, já acoplado a um termostato que liga e desliga sozinho, após chegar na temperatura desejada tornando o aquário, algo muito mais prazeroso para nós aquaristas e seguro para nossos peixes e outros organismos vivos dentro do nosso aquário. Aquecedores sem o termostato causam grandes variações de temperatura com o liga e desliga, ou superaquecimento da água por esquecer o aquecedor ligado.

Para escolher o tamanho ideal do seu aquecedor com ou sem o termostato, a conta básica é de 1 Watt de potência, para cada litro de água do aquário, com essa conta ele aquece até de 10°C em 24 horas, caso você resida em locais muito frios, o ideal é que seja 2 watts por litro.

Todo ser vivo, precisa do dia e da noite, esse processo se chama fotoperíodo, que regula quantidade de dia e noite que cada ser vivo precisa. A grande maioria dos seres vivos que colocamos em qualquer tipo de aquário, possuem um fotoperíodo que varia de 8 as 12 horas de luz ligada por, com as horas sobressalentes com a luz apagada. A quantidade de luz que os animais ou plantas precisam, vai de acordo com a espécie. Por isso colocamos iluminação mais fraca para peixes e mais forte quando temos plantas, e no caso de aquários marinhos, corais. O mais importante da iluminação é que ela seja sempre constante, todos os dias, ligue e desligue no mesmo horário, para isso existe um aparelho chamo “timer”, vendido em lojas de aquários, e também em lojas de materiais de casa e construção, com esse simples aparelho de valor baixo, conseguimos controlar qualquer tipo de iluminação de aquário, esse pequeno investimento, ajuda muito a vida de nós aquaristas, podemos mudar horários e viajar sem se preocupar de vai ficar acesa ou apagada a luz dos nos queridos peixes.

Depois de tantos detalhes importantes e equipamentos, vamos falar da água que usaremos para encher nossos aquários. O mais indicado é a nossa água de torneira, por ser uma água tratada e de fonte segura (companhias de água), essa água possui elementos, comuns a lagos e rios, que para os animais é a água ideal. Mas essa água passa por um tratamento, que chega em sua grande maioria nas casas, como cloro, cloramina e metais pesados. Esses são elementos muito nocivos aos animais, e não devem ter contato com eles. Para isso existe o Anticloro Nutricon, produto que retira o cloro e cloramina da água e o Condicionador de água Nutricon, que retira cloro, cloramina e os metais pesados. O uso desses produtos é super simples, apenas duas (2) gotas por litro de água a ser colocada no aquário, o efeito é imediato, fazendo com que os seres vivos do aquário fiquem muito seguros, com a água que está sendo utilizada.

Agora com o aquário cheio de água, já podemos acompanhar a água para saber se está apta e segura para receber nossos seres vivos.

O ideal e básico é saber se a água está no pH correto, usando o Teste pH Nutricon e a temperatura usando um termômetro próprio para aquários, antes de pensar em colocar os peixinhos.

Lembrando que nunca se deve colocar os peixes logo após a montagem do aquário, temos que esperar as bactérias se formarem, a conhecida biologia do aquário, essa biologia que torna o aquário mais saudável, consumindo de forma natural, toda matéria orgânica, produzida pelo os restos de rações e fezes dos animais.

Essas bactérias chegam no aquário  de forma natural pelo ar, se fixam, reproduzem formando o ciclo biológico, demorando em média 30 dias para a formação desse ciclo, mas também podemos fazer de forma acelerada, colocando bactérias desenvolvidas exatamente para esse objetivo de acelerar o ciclo e fazer com que possamos colocar os animais em um prazo de tempo muito curto e de forma segura. Existem inúmeras marcas e tipos, algumas marcas nos permitem introduzir os animais após minutos de montagem. Sempre é importante, seguir a bula e indicação do fabricante.

Lembre-se sempre que o aquarismo é um hobby, mas dentro do aquário possuem animais, que necessitam de cuidados como qualquer outro pet.

Aproveitem seu aquário e seus Pets aquáticos, que nos trazem alegria, satisfação e calma.

Voltar